Pular para o conteúdo principal

TERRA SANTA

Terra Santa é uma área localizada entre o rio Jordão e o mar Mediterrâneo. A área se estende pelos territórios de Israel, Jordânia e Palestina.

Aqui convivem pacificamente as três grandes religiões monoteístas do mundo: CristianismoJudaísmo e Islamismo.

Os Lugares Santos assinalam o palco dos Mistérios de nossa Redenção: Nascimento, Vida, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, filho de Deus. Na sua pregação, sofrimento na cruz, gloriosa ressurreição e vinda do Espírito Santo.

CURIOSIDADE

Viajar para a Terra Santa era uma verdadeira aventura na época medieval.  A viagem era feita por navio ou carruagem.  Era necessária a permissão do Papa e o peregrino teria que escrever o próprio testamento.  O objetivo era justificar, diante da família e do Estado, as consequências advindas, porque a viagem podia ser a última da vida.

Os turcos assaltavam e eliminavam peregrinos, por questões de religião. Por isso, quando um grupo de peregrinos chegava ao porto de Jaffa (Tel Aviv), a Custódia da Terra Santa acolhia-os, e colocava-os em caravanas de camelos, com destino a Jerusalém. Em Jerusalém eram acolhidos na Casa Nova (casa de hospedagem para peregrinos) como símbolo de proteção contra os turcos. Assim, os peregrinos, acompanhados pelos frades, podiam visitar a Terra Santa e voltar tranquilamente para a sua pátria.

Hoje tudo se tornou mais fácil e acessível. Os navios foram substituídos pelos aviões, os camelos pelos ônibus e a paz é uma busca constante.

RELIGIÕES DE ISRAEL

Judaísmo aceita apenas o Antigo Testamento.  É uma das mais antigas religiões monoteístas, com mais de três mil anos. Os judeus podem ser divididos em três grupos:  o Ortodoxo (com adesão a Torah, sustentam que a lei é divina, eterna e imutável), o Conservador (com adesão a Torah e Talmud, consideram que a lei judaica é obrigatória, podendo no entanto  ser modificada quando as circunstâncias exigirem) e o Reformista, também chamado de Progressista e Liberal. O Judaísmo Reformista surgiu na Alemanha e defende o progresso e a liberdade individual, onde o indivíduo pode estabelecer o próprio comportamento religioso.

Islamismo se formou com Maomé no século VII d.C.  São denominados muçulmanos e possuem  diversas seitas.  Todo muçulmano deve crer no Deus (Alá) e ter Maomé como o último profeta. O Islamismo é articulado pelo Alcorão, texto considerado como a palavra literal de Deus (Alá).

Cristianismo sobrevive no meio dos judeus e muçulmanos. É uma minoria presente na Terra Santa, sobretudo ao redor dos lugares santos. Dividem os espaços nos vários santuários e escolas, de acordo com os ritos professados.  O Cristianismo é dividido em três ramos principais:

–  Cristãos católicos: são de rito latino e de rito oriental (alexandrino, antioqueno, armênio, caldeu e bizantino). As 21 Igrejas católicas orientais (sui iuris) somam cerca de 15 milhões de fiéis presentes no mundo inteiro, sobretudo no Oriente Médio.

–  Cristãos ortodoxos: gregos, armênios, coptos, etíopes e sírios. São cerca de 150 milhões de fiéis.

–  Cristãos protestantes: luteranos e anglicanos.

É importante notar que atualmente na Terra Santa, numa população de cerca de sete milhões de habitantes, os cristãos  representam apenas 1,8% desta população.

UM POUCO DA HISTÓRIA DE ISRAEL

Com mais de 3000 anos, as ruínas de Jerusalém nos permitem fazer uma retrospectiva histórica para que possamos entender os atuais Lugares Santos.

Ao longo dos tempos diversos povos dominaram a região. Os israelitas conquistaram a terra prometida em 1200 a.C. e este reino durou até 587 a.C., quando o rei Nabucodonosor deportou os judeus para a Babilônia. Em 334 a.C.  Jerusalém foi conquistada pelos gregos e estes lá permaneceram até 63 a.C. quando o Império Romano a conquistou.

Com o Nascimento de Jesus e a expansão do Cristianismo, este tornou-se a religião oficial do império romano. No ano 300 o imperador Constantino mandou construir as grandes basílicas da Natividade em Belém, Santo Sepulcro e Pai-Nosso no Monte das Oliveiras.

Em 637 os muçulmanos conquistaram Jerusalém e ela passou a ser a terceira cidade mais importante do Islamismo depois de Meca e Medina.

Em 1099 os cruzados conquistaram a Terra Santa para devolver os lugares santos à humanidade, embora Jerusalém tenha permanecido sob o domínio dos turcos.

Os Franciscanos instalaram-se na Terra Santa no século XIII, época de São Francisco de Assis, com o objetivo de preservar os Lugares Santos. A guarda desses locais foi confiada pela Igreja à Ordem Franciscana.

A Irmandade da Terra Santa é o órgão oficial instituído pela Igreja que é responsável pela manutenção e divulgação dos chamados Lugares Santos.

Em 1917, durante a Primeira Guerra Mundial, a Palestina passou do domínio dos turcos aos ingleses. No dia 18 de julho de 1948 foi criado o Estado de Israel pelo conselho das Nações Unidas. Israel permaneceu com a parte ocidental do Estado, com cerca de um terço do território, e os palestinos ficaram na Cisjordânia que foi anexada à Jordânia.

Em 1967, na Guerra dos Seis dias (Yon Kippur), Israel conquista as colinas de Golán (Síria), o Sinai e a Faixa de Gaza (Egito) e toda a Cisjordânia. O monte Sinai foi devolvido ao Egito em 1979, com um acordo de paz entre Israel e Egito. No dia 09 de dezembro de 1989 começou a guerra da Entifada, como modo de rebelião dos palestinos contra os israelitas nos territórios ocupados. Esta guerra terminou em 1991, no acordo de paz de Madri. Em 1981, a capital de Israel, que era Tel Aviv, passou a ser Jerusalém.