Pular para o conteúdo principal

VIA DOLOROSA

Via Dolorosa é uma rua na cidade velha de Jerusalém que começa na Portão do Leão e percorre a parte ocidental da cidade, terminando na Igreja do Santo Sepulcro.

De acordo com a tradição cristã, foi por este caminho que Jesus Cristo carregou a cruz. A rua possui nove das catorze estações da cruz. As cinco últimas estações estão no interior da Igreja do Santo Sepulcro.

O percurso tradicional começa perto da Porta de Santo Estevão (Porta do Leão), na Escola Primária Umariya, onde se situava a fortaleza Antónia, e segue para poente (Oeste) em direção da Igreja do Santo Sepulcro. Este percurso teve a sua origem numa procissão organizada pelos franciscanos no século XIV.

As Estações da Cruz:

Primeira estação

A primeira estação encontra-se junto ao Mosteiro da Flagelação, local onde teria ocorrido a flagelação de Jesus.

Segunda estação

A segunda estação encontra-se próxima dos restos de uma construção romana, conhecida hoje em dia por Arco do Ecce Homo, em memória das palavras (Ecce Homo) de Pôncio Pilatos quando mostra Jesus Cristo à multidão.

Terceira estação

A terceira estação relata a primeira queda de Jesus Cristo. Hoje em dia, o local tradicional está marcado por uma pequena capela pertencente ao Patriarcado Armênio de Jerusalém.

Quarta estação

A quarta estação relata o encontro entre Jesus e sua mãe. Hoje em dia, no local existe um pequeno oratório.

Quinta estação

Sobre a arquitrave de uma porta existe uma inscrição que exibe o encontro entre Jesus Cristo e Simão Cireneu, a quem os romanos ordenam que carregue a cruz de Cristo até o Gólgota.

Sexta estação

A sexta estação, encontro entre Jesus e Verônica, quando limpa a sua face com um tecido que fica com as suas feições, é hoje em dia assinalado por uma igreja pertencente ao rito greco-católico.

Sétima estação

A sétima estação assinala a segunda queda de Jesus. Hoje em dia este local está assinalado por uma coluna na esquina da Via Dolorosa com a Rua do Mercado.

Oitava estação

A oitava estação relata o encontro de Jesus com as mulheres de Jerusalém. Hoje em dia o local é assinalado por uma cruz enegrecida pelo tempo, esculpida na parede de um mosteiro ortodoxo.

Nona estação

A nona estação relata a terceira queda de Jesus. Hoje em dia o local está assinalado por uma coluna da era romana, à entrada de um mosteiro copta.

Décima estação

A décima estação, Jesus é despojado das suas vestes.