Pular para o conteúdo principal

CASA MILÀ

A Casa Milà, também chamada de La Pedrera, é um dos mais famosos edifícios do período Art Nouveau catalão e uma das obras mais ambiciosas do arquiteto Antoni Gaudí.  Está situada no número 92 do Passeig de Gràcia  no bairro Eixample.

Uma obra encomendada ao renomado Gaudí por Pere Milà, um jovem endinheirado casado com uma rica viúva. Milà queria uma casa que deixasse Barcelona de queixo caído e que ofuscasse as famosas vizinhas do Passeig de Gràcia:  a Casa Amatller, a Casa Batlló e a Casa Lleó Morera.

Gaudí, que recebeu um orçamento ilimitado para a obra, ficou empolgado. O resultado do seu trabalho foi uma grande escultura abstrata, onde triunfam as linhas curvas e formas orgânicas.

Após a inauguração, a obra foi motivo de chacota generalizada. Sua modernidade não foi compreendida e o próprio apelido de La Pedrera, dado à casa logo depois de inaugurada, revelou o desprezo pela mesma.

Era um projeto muito à frente de sua época e só com o passar do tempo foi reconhecido seu autêntico valor.

A fachada da Casa Milà está coberta com pedra calcária, com 33 balcões decorados em ferro forjado com formas que se assemelham a algas marinhas.

O edifício não possui quaisquer linhas retas. A maioria das pessoas considera-o magnífico e arrebatador; alguns dizem que se parece a ondas de lava ou a uma duna de areia. O edifício parece desafiar o nosso conceito de arquitetura convencional. Os críticos salientam a ausência de preocupação com a utilidade, mas outros consideram-no como arte. Pode ser comparado com as paredes íngremes com que as tribos africanas constroem as suas habitações, semelhantes a cavernas. O projeto de Gaudí unificou as fachadas como se fossem uma só, com suas formas onduladas que se assemelham a uma rocha açoitada pelas ondas do mar.