Pular para o conteúdo principal

AMSTERDÃ E AS BICICLETAS

Em Amsterdã a bicicleta é o meio de transporte por excelência. Todo o tráfego favorece sua circulação, com uma rede de ciclovias integradas, sinais de trânsito, placas especiais e rotas exclusivas ligando diferentes pontos da cidade.

A popularização da bicicleta na Holanda data dos anos 1920, quando, no entre guerras, as bicicletas fabricadas em uma Alemanha combalida eram muito baratas e invadiram o país. Esse meio de transporte cresceu tanto que as primeiras ciclovias apareceram em 1925.

Atualmente, o apego às bicicletas causa problemas difíceis de resolver na cidade. A cidade possui mais de 800 mil bicicletas, o que corresponde a quase uma bicicleta por habitante. Não há soluções efetivas para o estacionamento ordenado deste meio de transporte.

Para tentar resolver o problema de falta de espaço, a prefeitura de Amsterdã anunciou um plano de criação de uma garagem subaquática com sete mil vagas sob o lago IJ, no entorno da estação central da cidade. Segundo o projeto, seriam criadas 21,5 mil novas vagas, sendo 17,5 mil em um edifício garagem, além da construção de duas ilhas flutuantes com espaço para duas mil bicicletas em cada uma.

Está previsto, também, criar uma conexão entre a garagem e o sistema metroviário por meio de um túnel.