Pular para o conteúdo principal

PIAZZA NAVONA

A piazza Navona é a mais bela praça barroca de Roma e deve seu formato a uma pista de corridas romana.  Competições esportivas chamadas agonais eram realizadas no stadium, com capacidade para 33 mil lugares.

Até o século XIX a piazza Navona era inundada em agosto, pela interrupção dos escoadouros da fonte.  As carruagens dos ricos espalhavam água, enquanto garotos de rua patinavam atrás. Atualmente a praça é um local concorrido em todas as estações, especialmente no inverno, quando fica cheia de barracas coloridas que vendem brinquedos e doces para a festa da Befana (acontece dia 6 de janeiro, quando é celebrado o dia da Epifania, ou dia de Reis).

A praça tem três fontes, e todas são obras de Bernini:  a Fontana dei Fiume, maravilha do barroco, é a atração principal.  Bernini a planejou como apoio para um obelisco. Cada uma das quatro figuras da fonte representa um dos quatro rios principais conhecidos na época (Ganges, Danúbio, Nilo e rio da Prata).  Ao sul desta encontra-se a Fontana del Moro, exibindo um etíope lutando com um golfinho.  Ao norte fica a fontana di Nettuno.

Fontana dei Fiume

A piazza Navona foi o cenário do martírio de Santa Inês com apenas 13 anos. No local onde morreu esta jovem santa ergue-se hoje a igreja de Sant’Agnese in Agone.

Sant’Agnese in Agone

Nesta praça fica a Embaixada Brasileira, no prédio onde foi o palácio Pamphilj.