Pular para o conteúdo principal

TORRE DA PÓLVORA

A Torre da Pólvora (PRAŠNÁ VĔŽ) foi usada no passado como depósito de pólvora e fundição de sinos. Hoje a torre abriga um museu.

Em 1576 a torre tornou-se um laboratório de alquimia, onde eram feitas experiências que convenceram ao imperador que podiam transformar chumbo em ouro.

Em 1649 houve uma grave explosão com a pólvora armazenada. Anos mais tarde transformou-se em residência para sacristãos da catedral.

Só na metade do século XX foi transformada em museu, exibindo acervo relativo à fundição de sinos e à alquimia praticada no reinado de Rodolfo II.