Pular para o conteúdo principal

INTRODUÇÃO

A cidade de Luxemburgo é a capital de um pequeno país que se chama Grão-Ducado de Luxemburgo (ou simplesmente Luxemburgo). Devido à sua democracia parlamentar é representada por um Grão-Duque e dirigida por um primeiro-ministro. É o único Grão-Ducado ainda existente.

Fica no noroeste da Europa e é limitado pela Bélgica, França e Alemanha.

É cortada pelo rio Alzette. A população do país é de 556.000 habitantes (estimativa de 2014) e a da capital é de 88.586 habitantes (estimativa de 2009). Sua área é de 2.586 km2.

O contraste de arquitetura de Luxemburgo é muito interessante. A cidade cresce para além dos limites da muralha medieval, e é dividida entre a cidade alta (Ville Haute) e a cidade baixa (Ville Basse), conectadas por diversas pontes e viadutos, uma das principais características da cidade. A parte mais alta é a mais moderna e é onde se situa o centro da cidade; e a parte mais baixa é cercada de penhascos, repleta de passagens subterrâneas e pontes, casinhas típicas, onde passa o rio Alzette.

Luxemburgo tem uma localização interessante, fica no alto de um promontório (elevação) com vistas para vales profundos e desfiladeiros. Durante séculos, esses desfiladeiros foram essenciais para a defesa da cidade. Hoje este promontório dá o título à cidade de “Varanda mais bonita da Europa”.

As línguas oficiais são o francês, o alemão e o luxemburguês, que é uma mistura do alemão com o francês.

É possível ouvirmos o português em alguns lugares, uma vez que 10% da população é formada por portugueses, devido aos imigrantes que saíram de Portugal na década de 1970.

Luxemburgo integra os países que formaram o Benelux (embrião da Comunidade Econômica Europeia).  Ao lado de Estrasburgo e Bruxelas, Luxemburgo é uma das três sedes da União Europeia.

ECONOMIA

A cidade é um importante centro de atividades bancárias. No passado grande parte de sua riqueza foi gerada graças à extração de minerais, mas atualmente a maior parte das atividades e receitas do país está relacionada à área de serviços, principalmente o setor bancário, pois o país é uma espécie de paraíso fiscal.

A cidade é sede de diversos órgãos da União Europeia (UE), como o Tribunal de Justiça da União Europeia e o Banco de Investimento Europeu.

HISTÓRIA

Há muitos séculos, os romanos construíram um forte na área de Luxemburgo. No século X, o fundador da casa real de Luxemburgo comprou o local e construiu ali um castelo. A cidade cresceu em torno dessa edificação.

Durante os séculos, a cidade de Luxemburgo foi atacada muitas vezes e precisou ser reconstruída. O castelo tornou-se uma das fortalezas mais sólidas da Europa. Mesmo assim, o país caiu sob o domínio de franceses, austríacos e alemães.

Em 1867, Luxemburgo (o país) ficou independente, e a cidade de Luxemburgo tornou-se sua capital.