Pular para o conteúdo principal

LABIRINTO DO CASTELO DE BUDA

O Labirinto do Castelo de Buda (Budavári Labirintus) é um sistema de túneis e cavernas que está a 15 m abaixo do nível da terra. Acredita-se que essas cavernas foram formadas por nascentes quentes há meio milhão de anos.

Serviram de refúgio para caçadores e agricultores de cerca de 10.000 d.C. e voltaram a funcionar como abrigo durante a Segunda Guerra Mundial.

Somente após a queda do comunismo foram abertos 1,5 km para visitação do público. No total o labirinto tem 11 km de extensão.

Curiosidade

Há uma lenda que diz que o labirinto já foi a prisão do famoso personagem do livro de Bram Stoker, O Conde Drácula.

Conde Drácula foi um príncipe da Valáquia (Romênia), seu nome verdadeiro era Vlad Tepes, nasceu em 1431 na Transilvânia e governou o atual estado da Romênia.

Vlad ficou conhecido por sua crueldade. Certa vez, dois súditos se esqueceram de tirar o chapéu para reverenciar sua chegada e, por causa disso, Vlad mandou pregar os chapéus em suas cabeças.

O Conde Drácula chegou a assumir o trono da Romênia, tendo como função ser um protetor do cristianismo na Europa, porém, o império Otomano conseguiu invadir a Europa e por temer ser perseguido, Drácula pediu ajuda ao rei da Hungria.

Contudo, o rei húngaro Matias fez um acordo com seus inimigos e traiu Drácula, o aprisionando por 12 anos em um labirinto. Depois de sair, ele passou a praticar atos hediondos. Não se sabe ao certo o que aconteceu no calabouço, acredita-se que Drácula foi torturado.

Fala-se também que um fantasma apelidado de Conde Negro, teria assombrado o lugar no século XIX. Seria o espírito do Conde Drácula?