Pular para o conteúdo principal

CITADELLA

A Citadella é uma fortaleza que fica no topo da Colina Gellért. Seu nome é em homenagem ao missionário que trouxe o Cristianismo para essa região.

Com 235 metros de altura, a Colina Gellért é uma das principais atrações turísticas graças ao magnífico panorama. O mirante proporciona linda vista da cidade, incluindo o Castelo de Buda, o Parlamento e as pontes sobre o Danúbio. O acesso pode ser feito subindo a colina por dois caminhos: pelas escadas próximas a ponte Elizabeth, ou pelo caminho mais longo através das Termas Gellért.

A fortaleza foi construída em 1854, como defesa durante a Monarquia dos Habsburgos. Cerca de 100 anos depois, os russos a ocuparam durante a Revolução Húngara de 1956.

Lá se encontra o famoso Monumento da Libertação (ou Estátua da Liberdade). A obra de arte é uma homenagem aos soldados soviéticos que morreram durante a libertação da capital, em 1945.

No local há também: um Monumento à Rainha Elizabeth, a Igreja da Gruta, o Monumento Gellért, além das famosas e luxuosas Termas Gellért.

Curiosidade

Acredita-se que o monte Gellért foi o local da execução do bispo Gellért. Em 1406, um grupo contrário à disseminação do cristianismo na região jogou o religioso do alto da colina, dentro de um barril fechado. Mais tarde o local acomodou a sinistra Citadella erguida pelos Habsburgos, que até hoje provoca arrepios nos moradores.

Conta-se que um século depois da tragédia os moradores de Budapeste decidiram dedicar a colina ao religioso, em troca do perdão divino.

O bispo fora convidado pelo Santo Estêvão para disseminar o cristianismo na região. Segundo rumores, o príncipe Vata, irmão do rei Estêvão , ajudou a tramar o martírio.

Hoje, Gellért é considerado o santo padroeiro de Budapeste.