Pular para o conteúdo principal

INTRODUÇÃO

Bruxelas é a capital da Bélgica, um país do noroeste da Europa.

A área metropolitana da cidade tem uma população de mais de 1,8 milhão de habitantes.

A Bélgica tem três línguas oficiais: o francês, o flamengo (que é uma derivação do neerlandês ou holandês) e o alemão. No entanto a grande maioria dos habitantes se comunica em francês ou inglês.

Em Bruxelas o neerlandês e o francês são as línguas mais faladas.

Tensões entre a população da região de Flandres, ao norte, que fala flamengo, e a população do Sul, que fala francês (valões), levou a Bélgica a adotar mudanças constitucionais, concedendo maior autonomia a essas regiões.

Bruxelas, capital da União Europeia, é uma cidade cosmopolita. Abriga o Parlamento Europeu, a Comissão e o Conselho Europeu. É também sede da OTAN.

A cidade tem mais de 80 museus, com um cenário de renomados artistas, entre eles o famoso surrealista belga René Magritte. O Museu Magritte abriga a maior coleção do mundo de obras do pintor.

Bruxelas também é conhecida por seu grande desenvolvimento da arte em história em quadrinhos. Alguns personagens belgas mais famosos são: Lucky Luke, Tintim, Cubitus, Smurfs, Gastão Lagaffe e Marsupilami. Por toda a cidade, as paredes são pintadas com grandes imagens de personagens de quadrinhos. Essas pinturas são conhecidas como Comic Book Route de Bruxelas.

Bruxelas possui um dos maiores museus de miniaturas e de carros antigos da Europa. Para muitos é a capital mundial da cerveja, do chocolate e do waffle.

ECONOMIA

O governo é o maior empregador da cidade. Existem também fábricas de alimentos, têxteis, de máquinas, produtos elétricos e químicos. A cidade foi famosa durante muito tempo por seus tapetes, rendas, móveis e produtos artísticos.

HISTÓRIA

Bruxelas foi fundada no século VI. Desenvolveu-se em torno de um castelo numa ilha do rio Senne. No século XII começou a se expandir como centro do comércio de tecidos. No século XV tornou-se uma cidade líder nas áreas da arte e da cultura. Os impérios espanhol e austríaco governaram posteriormente a região, por cerca de duzentos anos.

A Bélgica tornou-se parte dos Países Baixos em 1815. Bruxelas então dividiu a posição de capital do país com Haia. Em 1830, Bruxelas foi o principal local de uma revolta contra os Países Baixos. A Bélgica tornou-se então um país independente, tendo Bruxelas como capital.