Pular para o conteúdo principal

BASÍLICA DO SANGUE SAGRADO

Localizada na Praça Burg, a Basílica do Sangue Sagrado (HEILIGE BLOEDBASILIEK) é famosa pelas peças de arte sacra e vitrais. Construída entre 1134 e 1157, foi promovida a basílica em 1923. Tem duas capelas: na mais antiga, em estilo romano, estão expostas várias peças de arte sacra. Na outra, em estilo gótico, está o famoso relicário que, segundo a lenda, guarda o sangue de Cristo, colhido por José de Arimatéia.

Conta-se que depois da crucificação, José de Arimatéia ajudou na limpeza do corpo de Cristo, e guardou um pano com o seu sangue. Este pano, conservado dentro de um tabernáculo de prata, ficou guardado em Jerusalém até a Segunda Cruzada. Nesta ocasião, o Rei ofereceu a relíquia a seu cunhado, Thierry da Alsácia, o conde de Flandres. Em abril de 1150, o conde colocou a relíquia nesta capela.

Ela tem um grande significado para os cristãos católicos, já que serve para atestar a paixão e devoção de Cristo pelo amor à humanidade. Fica exposta na capela superior (à direita de quem sobe a escada), dentro de um tabernáculo de prata feito por ourives locais.

Todo mês de maio há uma procissão internacionalmente famosa, em que os moradores da cidade se vestem com roupas históricas, encenam passagens bíblicas e a chegada do Conde de Flandres, que trouxe a relíquia a Bruges.